Curso Ad Gentes 2016 do CCM

Curso de extensão para missionárias e missionários enviados além-fronteiras

Brasília, 31 de julho a 27 de agosto de 2016

1. Objeto

O Curso Ad Gentes é uma iniciativa promovida pelo Centro Cultural Missionário (CCM) de Brasília, DF, organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em parceria com a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) e a Comissão Episcopal para Ação Missionária e Cooperação Intereclesial.  Esse curso visa oferecer uma formação especifica a missionárias e missionários enviados ao exterior.

2. ObjetivoS

2.1. Objetivo Geral

Qualificar e capacitar nas dimensões humana, espiritual, intelectual e prática presbíteros, religiosos, religiosas, leigos e leigas, que são enviados a países e situações tipicamente missionárias nos seis continentes.

2.2. Objetivos Específicos

  1. Aprofundar as motivações pessoais, a própria compreensão da missão, a visão dos desafios missionários, os fundamentos bíblicos e teológicos;
  2. Fornecer aos participantes referenciais essenciais teóricos e práticos para a ação missionária, recorrendo a vários tipos de mediações inter-disciplinares;
  3. Proporcionar, através do estudo, da reflexão e do debate, momentos de discernimento participativo, de revigoramento espiritual e de atualização sobre os caminhos da Igreja missionária.

3. Público e vagas disponíveis

missionárias e missionários prestes a serem enviados além-fronteiras, o curso é indicado também para missionários e missionárias que queiram se aprimorar nas temáticas relacionadas à missão, para amadurecer uma eventual decisão de elaborar caminhos e projetos junto à própria congregação ou organização, como para missionários e missionárias que já atuam fora do Brasil e, voltando de férias, desejam ter um tempo de reflexão e de atualização.

4. Justificativa

A formação dos missionários é um fator básico para o desenvolvimento das atividades. É preciso, antes de tudo, capacitá-los e qualificá-los recorrendo a um debate inter-disciplinar que aponte pistas de ação que mexam com uma renovada identidade eclesial, em sintonia com a atual conjuntura histórica. Esse Curso Ad Gentes quer proporcionar um importante momento de reflexão e de estudo sobre referenciais essenciais teóricos, práticos e espirituais antes de partir para essa experiência tremenda e fascinante de tornar-se hóspedes na casa dos outros. Já o Concílio Vaticano II, no decreto sobre a atividade missionária Ad Gentes, declarava que: “O reto e ordenado exercício da atividade missionária exige que os operários evangélicos se preparem cientificamente para a sua função, sobretudo para o diálogo com as religiões e culturas não-cristãs, e que sejam ajudados eficazmente na execução, é de desejar que colaborem entre si fraterna e generosamente a favor das missões todos os Institutos científicos que estudam missiologia e outras disciplinas ou artes úteis às missões, como a etnologia e a lingüística, a história e a ciência das religiões, a sociologia, a pastoral e outras coisas semelhantes” (AG 34).

5. Programa de temas, carga horária e ementas

O foco do curso é a pessoa do missionário e da missionária. Com essa pessoa procuramos discernir a caminhada dela através de oito tipos de abordagens e mediações: começamos pela dimensão humano-afetiva (1) da missão, com a mediação da psicologia, para indagar sobre nossas motivações profundas para a missão ad gentes; mergulhamos na dimensão bíblica da missão (2), para descobrir as raízes da missão na caminhada do povo de Deus, de Jesus e da comunidade dos discípulos; continuamos com a dimensão histórica (3), para aprender com aqueles que nos antecederam; encaramos os desafios da realidade com a dimensão socioambiental da missão (4), para nos confrontarmos com as grandes questões que inquietam a humanidade hoje a partir da América Latina; passamos pela dimensão cultural e intercultural (5), considerando sua relevância para o diálogo com as culturas africanas; abordamos a dimensão religiosa e interreligiosa (6), considerando sua relevância, particularmente, junto aos povos da Ásia; aprimoramos nosso conhecimento sobre a doutrina da Igreja sobre a missão, com a dimensão teológica (7); e concluímos com a dimensão espiritual (8), deixando que a presença divina penetre em nós e transforme permanentemente toda missão. Além disso, o Curso Ad Gentes vai propor uma iniciação a um idioma estrangeiro, que chamaremos de iniciação prática à missão ad gentes, pois o verdadeiro encontro com as diferentes culturas se há através da aprendizagem de uma língua: é muito importante para o missionário fazer uma experiência concreta do que significa de entrar no mundo do outro.

TemaEmenta
Dimensão humano-afetiva da missãoAs dimensões cognitiva, afetiva e volitiva da pessoa humana e sua relação com a atividade missionária em contextos especificamente exigentes. 
Dimensão bíblica
da missão
Os principais modelos e paradigmas bíblicos que fundamentam o discurso missionário: a missão no AT, Marcos e Mateus, Lucas e João, Paulo.
Dimensão histórica
da missão
Modelos e paradigmas históricos da missão. A epopeia missionária no Novo Mundo. “Deslocamentos” para uma nova compreensão da missão hoje.
Dimensão sócio-ambiental da missãoOs desafios da globalização, da urbanização, das migrações, da pobreza, do meio ambiente e da violência contra os povos indígenas, a partir da América Latina.
Dimensão cultural e intercultural da missãoEncontro e desencontros com as culturas nativas dos povos da África, a questão da inculturação e perspectivas para a vivência intercultural.
Dimensão religiosa e interreligiosa da missãoElementos para um novo paradigma de missão a partir de uma visão antropológica, perspectivas para o diálogo inter-religioso e a missão inter-gentes na Ásia.
Dimensão teológica
da missão
A essência trinitária da missão. As dimensões cristológica, soteriológica, pneumatológica, eclesiológica e escatológica da missão.
Dimensão espiritual
da missão
Linhas fundamentais de espiritualidade missionária. Proximidade e fraternidade universal como prática fundamental de Jesus “Deus conosco”.

6. Qualificação dos assessores

TemaDocenteQualificação
Dimensão humanaMaria de
Fátima Morais
Doutora em Ciências da Religião, mestre em educação e especializada em psicologia.
Dimensão bíblicaTea  FrigerioPós-graduação em Assessoria Bíblica pela EST – CEBI.
Dimensão históricaSérgio
Coutinho
Doutor em História e Mestre em História Social pela Universidade de Brasília (UnB).
Dimensão sócio-ambientalRoberto
Malvezzi
Graduado em Estudos Sociais, Filosofia, Ciências, Letras e Teologia.
Dimensão interculturalMoussa Serge H. TraoreMestre em Estudos de Religiões e Culturas, especialista em Islã e contextos africanos.
Dimensão interreligiosaJoachim AndradeDoutor em Ciência da Religiãopela PUC – SP e Mestre em Antropologia.
Dimensão teológicaMémore  RestoriMestre em Teologia com especialização em Missiologia pelo ITESP.
Dimensão espiritualStefano  RaschiettiMestre em Teologia Dogmática com concentração em Missiologia.

7. Metodologia

O curso será realizado alternando momentos de oração, meditação e celebração com explanações, debates, oficinas e plenários. Poderão ser utilizados recursos de vídeos, slides, projeção de pontos chaves e outros adequados a cada disciplina. Cada assessor elaborará um plano de exposição do tema em diálogo com a coordenação do curso.

8. Coordenação

A coordenação executiva do Curso Ad Gentes será feita pela Direção do CCM. 

9. Organização e estruturas

O curso será realizado na sede do CCM – SGAN 905 Conj. C, Brasília, DF.

A cada dia será apresentado um tema pelo assessor/a em quatro sessões, segundo essas orientações:

  • Exposição do tema 08h30 – 10h00
  • Complementação e debate 10h30 – 12h00
  • Grupos de estudo 14h00 – 15h30
  • Amarração e síntese 16h00 – 17h00 

10. Conteúdo programático

Domingo, 31 de julho – às 18h00: acolhida com a janta e, em seguida, apresentação do programa. “Toquem-me e vejam” (Lc 24,39): o significado do encontro com o Ressuscitado para a Missão.

A dimensão humano-afetiva da missão

“Sou eu mesmo” (Lc 24,39)

Ir. Maria de Fátima Morais, IASCJ, psicóloga, assessora da CRB e doutora em Ciências da Religião pela PUC – SP.

Segunda, 1 de agosto: “os olhos dos discípulos se abriram, e eles reconhe-ceram Jesus” (Lc 24,31). A dimensão cognitiva da missão ad gentes: motivações interiores para uma viagem ao exterior.

Terça, 2 de agosto: “Não estava o nosso coração ardendo quando ele nos falava pelo caminho?” (Lc 24,32).  A dimensão afetiva e volitiva da missão ad gentes: discernimento, opção, compromisso na caminhada.

Quarta, 3 de agosto: dimensão prática da missão: aprendizagem a ouvira língua do outro – Prof.ª Susana M.R. de Oliveira, coordenadora do Curso do CENFI.

A dimensão bíblica da missão

“Então Jesus abriu a mente deles para entenderem as Escrituras” (Lc 24,45)

Ir. Tea Frigério, MMX, pós-graduada em Assessoria Bíblica pela EST – CEBI, coordenadora do Programa de Formação do CEBI.

Quinta, 4 de agosto: missão é ser luz. A experiência espiritual e a missão do Povo de Deus diante das nações no Antigo Testamento.

Sexta, 5 de agosto: missão É alargar os horizontes. Traços significativos da pessoa de Jesus nos Evangelhos e sua missão de comunicar vida a todas as nações.

Sábado, 6 de agosto: dimensão prática da missão:aprendizagem a mergulhar na língua do outro – Prof.ª Susana M.R. de Oliveira, coordenadora do Curso do CENFI.

A dimensão histórica da missão

“No seu nome serão anunciados a conversão …” (Lc 24,47a)

Prof. Sérgio Ricardo Coutinho dos Santos, professor de História da Igreja no Instituto São Boaventura e de pós-graduação lato sensu em História do Cristianismo Antigo da Universidade de Brasília, membro da CEHILA/Brasil.

Segunda, 8 de agosto: A missão da Igreja ao longo dos séculos e a vida dos povos. Paradigmas e modelos históricos entre encontros, confrontos e desencontros.

Terça, 9 de agosto: A missão da Igreja e a conquista colonial. Para uma descolonização da missão: aprendizagem de ontem para hoje e amanhã.

Quarta, 10 de agosto: dimensão prática da missão:aprendizagema compre-endera língua do outro – Prof.ª Susana M.R. de Oliveira, coordenadora do Curso do CENFI.

A dimensão sócio-ambiental da missão

“… e o perdão dos pecados a todas as nações …” (Lc 24,47b)

Prof. Roberto Malvezzi, assessor da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e da Rede Eclesial Pan-amazônica (REPAM), cantor e compositor.

Quinta, 11 de agosto: A FAMÍLIA HUMANA E o cuidado com a casa comum. A sociedade mundial nas encruzilhadas das mudanças climáticas e da degradação sócio-ambiental.

Sexta, 12 de agosto: A FAMÍLIA HUMANA E A PERSPECTIVA DE UM OUTRO MUNDO POSSÍVEL. A proposta da ecologia integral numa visão latino-americana.

Sábado, 13 de agosto: dimensão prática da missão:aprendizagema conhecera língua do outro – Prof.ª Susana M.R. de Oliveira, coordenadora do Curso do CENFI.

A dimensão Cultural e intercultural da missão

“… começando por Jerusalém” (Lc 24,47c)

Pe. Moussa Serge Hyacinthe Traore, mafr, mestre em Estudos de Religiões e Culturas, especialista em Islã e contextos africanos.

Segunda, 15 de agosto: O evangelho nas culturas, caminho de vida e esperança. Elementos para uma teologia da inculturação.

Terça, 16 de agosto: Entrar no jardim do outro. Caminhos da missão como proximidade e encontro num ministério intercultural.

Quarta, 17 de agosto: dimensão prática da missão:aprendizagema falara língua do outro – Prof.ª Susana M.R. de Oliveira, coordenadora do Curso do CENFI.

A dimensão religiosa e interreligiosa da missão

“E vocês são testemunhas disso” (Lc 24,48)

Pe. Joachim Andrade, SVD, mestre em Antropologia e doutor em Ciência da Religião, especialistas em religiões e contextos asiáticos.

Quinta, 18 de agosto: As religiões e suas múltiplas dimensões. Elementos para um novo paradigma de missão a partir de uma visão antropológica.

Sexta, 19 de agosto: “nos tornamos pequenos no meio de vós” (1Ts 2,7). A missão inter gentes como diálogo profético num contexto de pluralismo religioso.

Sábado, 20 de agosto: dimensão prática da missão:aprendizagema dialogarna língua do outro – Prof.ª Susana M.R. de Oliveira, coordenadora do Curso do CENFI.

A dimensão teológica da missão

“Agora eu lhes enviarei aquele que meu Pai prometeu” (Lc 24,49a)

Prof. Mémore Restori, mestre em Teologia com especialização em Missiologia pelo Instituto Teológico São Paulo, SP.

Segunda, 22 de agosto: A missão hoje: Mudança de paradigma. “Deslocamentos” para uma nova compreensão dos fundamentos, dos horizontes, dos âmbitos e das tarefas.

Terça, 23 de agosto: A Missão hoje: caminho de conversão para toda Igreja. Itinerário, conteúdos, exigências, elementos norteadores da Evangelii Gaudium.

Quarta, 24 de agosto: dimensão prática da missão:aprendizagema celebrarna língua do outro – Prof.ª Susana M.R. de Oliveira, coordenadora do Curso do CENFI.

A dimensão espiritual da missão

“Vocês serão revestidos do poder do alto” (Lc 24,49b)

Pe. Estêvão Raschietti, SX, mestre em missiologia e Secretário Executivo do CCM.

Quinta, 25 de agosto: “receberão a força Do espírito para serem minhas testemunhas” (At 1,8). Missão como impulso interior (dynamis) do Espírito e desdobramentos na vida da comunidade. 

Sexta, 26 de agosto: “O Espírito desceu sobre eles da mesma forma que desceu sobre nós” (At 11,15). Missão como extensão da ação do Espírito, presente e operante em todo o tempo e lugar.

Sábado, 27 de agosto – até 12h00: conclusão do curso e Celebração Eucarística de envio.

%d bloggers like this: