Curso de Espiritualidade Missionária 2015

Celebrando os 50 anos do Concílio Ecumênico Vaticano II:

Impulsos e apelos missionários para uma renovação espiritual da Igreja hoje

para missionárias e missionários, animadores missionários e agentes de pastoral

Brasília, 30 de agosto a 5 de setembro de 2015

1. Objeto

O Curso de Espiritualidade Missionária é uma iniciativa promovida pelo Centro Cultural Missionário (CCM) que visa oferecer um tempo de estudo, de atualização, de capacitação e de renovação espiritual a missionários e missionárias, animadores missionários e agentes de pastoral, ministros ordenados, religiosos, religiosas, leigos e leigas.

2. Objetivos

2.1. Objetivo Geral

Introduzir a um caminho temático sobre os pontos cardeais de uma espiritualidade missionária resgatando as heranças e os horizontes do Concílio Ecumênico Vaticano II,por meio de momentos de oração, meditação, encontro, estudo, partilha, avaliação e celebração eucarística.

2.2. Objetivos específicos

  1. Aprofundar as motivações pessoais, as dimensões do encontro com Cristo, a visão dos desafios missionários, os fundamentos bíblicos, teológicos, espirituais e a própria compreensão da missão a partir das perspectivas conciliares;
  2. Fornecer aos participantes referenciais essenciais para uma nova leitura do compromisso missionário à luz dos documentos do Vaticano II;
  3. Avivar, através do estudo, da reflexão e do debate, momentos de discernimento participativo, de revigoramento espiritual e de atualização sobre os caminhos missionários da Igreja hoje;
  4. Incentivar a procura por uma Vida no Espírito, recriando relações fraternas, valorizando as diferenças, descobrindo espaços de partilha de fé, de missão e de crescimento humano.

3. Publico e vaga disponíveis

O curso é indicado para missionários e missionárias que trabalham no Brasil ou no exterior que buscam um tempo de reflexão, de atualização e de renovação espiritual, como também para religiosos e religiosas, presbíteros e diáconos, leigos e leigas que desejam fazer uma nova leitura de sua consagração e de seu ministério a partir de uma ótica missionária, para dar um novo significado ao seguimento de Jesus e à presença testemunhal no mundo de hoje.

4. Justificativa

Ao celebrarmos os 50 anos da conclusão do Concílio Ecumênico Vaticano II, queremos resgatar as heranças e as perspectivas deste evento central para a vida da Igreja, tentando traduzi-las em impulsos vitais para uma espiritualidade missionária hoje. O Concílio foi o evento-chave no qual a Igreja redefiniu radicalmente seu compromisso essencial e profético diante do mundo de hoje, inaugurando uma época de transição de uma cristandade fechada e autocomplacente para uma igreja mundial e missionária. Os processos de recepção de mudanças paradigmáticas sempre foram demorados e complicados. Contudo, hoje não é possível viver uma vida cristã espiritualmente autêntica sem confrontarmos com a intensidade das perguntas e a profundidade das respostas formuladas pelo Vaticano II ainda não bem assimiladas pelo corpo eclesial. Diante dos novos sinais dos tempos se faz necessária hoje uma nova recepção. Os cenários da atualidade nos provocam repensar a missão para que seja sustentada por uma apropriada reflexão teológica, uma conversão interior da Igreja, uma clareza de horizontes e uma ousada ação profética. O Concílio foi um ponto de chegada, mas também representa um ponto de partida: é preciso situar-se no novo contexto, acolher os novos desafios, os valores da modernidade tardia e originar-se continuamente como Igreja, segundo o legado do próprio Vaticano II.

5. Percurso temático

O conteúdo do Curso acena a cinco grandes temáticas da missiologia pós-vaticano II, que tem como ponto de partida e inspiração o legado conciliar, e como ponto de chegada seus desdobramentos numa espiritualidade renovada. Trata-se do fundamento teológico trinitário da missão, na noção da missio Dei [1]; da dimensão testemunhal e discipular de uma Igreja que “deve seguir o mesmo caminho de Cristo: o caminho da pobreza, da obediência, do serviço” (AG 5) [2]; da dimensão querigmática do anúncio explicito do Evangelho como partilha de uma alegria (cf. EG 14) [3]; da dimensão dialógica e ao mesmo tempo profética deste mesmo anúncio [4]; enfim, da dimensão universal e escatológica da missão por parte de um Deus que quer fazer do mundo uma só família (GS 24) [5].

6. Qualificação dos Assessores

Todos os assessores e as assessoras fazem parte das equipes coordenadoras do Centro Cultural Missionário (CCM), das Pontifícias Obras Missionárias (POM) e da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB Nacional). O conteúdo do curso é exclusivo, elaborado a partir do conhecimento teológico e prático adquirido no acompanhamento das diversas propostas de formação missionária lançadas e realizadas pelo CCM.

7. Metodologia

O curso será realizado alternando momentos de oração, meditação e celebração com explanações, debates, oficinas, partilhas e plenários. Poderão ser utilizados recursos de vídeos, slides, projeção de pontos chaves. Além de uma formação missiológica com base essencialmente bíblica, se dará atenção à palavra da vida, à palavra da Igreja, à palavra dos missionários e à palavra das sabedorias dos povos dos diversos continentes. Também se dará enfoque à vida dos santos, das santas e dos mártires missionários.

8. Organização e estruturas

O curso será realizado na sede do CCM – SGAN 905 Conj. C, Brasília, DF

  • 1ª Sessão de estudo 08h30 – 10h00
  • Intervalo 10h00 – 10h30
  • 2ª Sessão de estudo 10h30 – 12h00

9. Conteúdo programático

Domingo, 30 de agosto, às 18h00: acolhida e celebração de abertura.

Segunda, 31 de agosto: Missão como discipulado missionário. A dimensão testemunhal da missão no caminho das bem-aventuranças e no envio às nações – Ir. Tea Frigerio, mmx, pós-graduada em Assessoria Bíblica pela EST – CEBI, membro da equipe de Formação do CEBI.; 

Terça, 1 de setembro: Missão como ação de deus e cooperação da Igreja. A dimensão teológica da missão e seus desdobramentos na espiritualidade cristã – Pe. Estêvão Raschietti, sx, mestre em missiologia e Secretário Executivo do CCM;

Quarta, 2 de setembro: Missão como humilde ousadia. A dimensão querigmática da missão na experiência espiritual da inculturação – Pe. Moussa Serge Hyacinthe Traore, mafr, mestre em Estudos de Religiões e Culturas, especialista em Islã e contextos africanos.

Quinta, 3 de setembro: Missão como diálogo profético. A dimensão dialógica da missão no encontro com os pobres e com os outros – Pe. Joachim Andrade, SVD, doutor em Ciência da Religião, especialistas em religiões e contextos asiáticos.

Sexta, 4 de setembro: Missão como universalidade contextual. A dimensão universal da missão na experiência espiritual ad gentes e ad extra – Pe. Jaime Carlos Patias, IMC, Secretário Nacional da Pontifícia União Missionária; 

Sábado, 5 de setembro, até 12h00: conclusão e avaliação. Quatro pontos cardeais para uma espiritualidade missionária.

%d bloggers like this: