Medidas de Prevenção

Devo

  • Tratar cada um com respeito, lealdade, paciência, integridade, cortesia, dignidade e consideração.
  • Evitar situações em que eu esteja sozinho com crianças e/ou jovens nas atividades da Igreja.
  • Utilizar antes o encorajamento do que a crítica, a competição ou a comparação, quando eu trabalhar com crianças e/ou jovens.
  • Recusar aceitar presentes caros de crianças e/ou de jovens ou de seus pais sem a prévia concordância escrita do pastor ou do diretor.
  • Abster-me de dar presentes caros às crianças e/ou jovens sem a prévia concordância escrita dos pais ou do tutor, e do pastor ou do diretor.
  • Relatar toda suspeita de abuso ao pastor, ao diretor ou ao supervisor responsável (e à agência local de serviço de proteção à criança) segundo a Política de Setor da Sociedade. Eu compreendo que não relatar uma suspeita de abuso às autoridades civis pode, segundo a lei, constituir um delito.
  • Cooperar plenamente com toda investigação relativa a abusos de crianças, de jovens ou de adultos vulneráveis.

Não devo

  • Fumar ou utilizar tabaco em presença de crianças e/ou de jovens.
  • Utilizar, possuir ou estar sob a influência de álcool em nenhum momento do exercício da minha função.
  • Possuir, utilizar ou estar sob a influência de drogas ilegais, em nenhuma circunstância.
  • Expor crianças e/ou jovens a uma situação em que existe algum risco sanitário (por ex., febres ou outras situações contagiosas).
  • Golpear, dar palmadas [???], sacudir ou esbofetear crianças, jovens ou adultos vulneráveis.
  • Humilhar, ridicularizar, ameaçar ou degradar crianças, jovens ou adultos vulneráveis.
  • Tocar uma criança, um jovem ou um adulto vulnerável de maneira sexual ou de qualquer modo impróprio.
  • Utilizar qualquer punição que assuste ou humilhe as crianças e/ou os jovens.
  • Pronunciar blasfêmias em presença de crianças e/ou jovens.
%d bloggers like this: